Consultório Técnico
Página inicial » Consultório Técnico » Programa de Cessação Tabágica
Skip Navigation Links
 
Programa de Cessação Tabágica
O Tabagismo é um conjunto de perturbações patológicas causadas pelo abuso do tabaco, caracterizado pela dependência física e psicológica do consumo de nicotina. O cigarro é composto por substâncias nocivas à saúde tais como a nicotina, os metais pesados, o alcatrão e o monóxido de carbono. Considerada uma droga psicoativa poderosa, produtora de sensações de prazer, a nicotina atua no sistema nervoso central como a cocaína, a heroína ou o álcool, mas chega ao cérebro em apenas 7 segundos.

31MAIO-MT

Ajude os seus trabalhadores a deixar de fumar

Este programa rege-se pelas diretrizes do PROGRAMA NACIONAL PELA PREVENÇÃO E CONTROLO DO TABAGISMO da Direção-Geral da Saúde e inclui um conjunto de abordagens de natureza comportamental e medicamentosa assentes numa compreensão global da pessoa que fuma, do seu contexto pessoal, familiar e profissional, bem como das motivações e barreiras sentidas no processo de mudança.

O PROGRAMA DE CESSAÇÃO TABÁGICA inicia-se com uma sensibilização aos participantes acerca dos malefícios do tabaco e os benefícios da cessação tabágica e estabelecem-se objetivos a atingir. Realizam-se consultas médicas por fumador ao longo de 3 meses (duração média do programa). Poderão ser realizados contactos telefónicos pelo médico assistente, durante e após a duração do programa, por forma a monitorizar a eficácia do mesmo, permitir o esclarecimento de dúvidas e problemas, reforçar positivamente para a continuação da abstinência ou antecipar novas idas ao médico.

A taxa de sucesso para a cessação tabágica sob orientação médica é 5 vezes superior áquela em que a mesma não existiu.

Solicite-nos mais informações : medi-t@medi-t.pt | T: 808 915 361

NO-TABACO-MEDI-T

A Organização Mundial de Saúde considera o tabagismo a principal causa de morte evitável no mundo. As doenças causadas pelo consumo do tabaco matam cerca de 3 milhões de pessoas no mundo anualmente, um número superior às mortes causadas pelo HIV, por overdoses de cocaína, heroína, suicídios e acidentes de trabalho.

A prevenção contra o Tabagismo inclui a prevenção da iniciação ao hábito de fumar e a sensibilização para a hábitos saudáveis, como uma boa alimentação e a prática de desportos. Parar de fumar diminui o risco de morte prematura, além de que reduz o risco do surgimento de doenças graves e incapacitantes. Apesar de algumas sensações desagradáveis na sequência da abstinência do tabaco, a curto prazo, os benefícios de deixar de consumir tabaco aparecem, tais como a diminuição da probabilidade de surgirem doenças relacionadas com o consumo de nicotina, a aparência reavivada, o hálito fresco, o aumento da resistência na prática de atividades físicas e o travar do envelhecimento precoce.

Documentos Relacionados:
Orientações para a implementação de iniciativas de prevenção e controlo do tabagismo de âmbito populacional - Informação da Direção-Geral da Saúde N.º 007/2013 de 03/07/2013